Igreja quer uma vocação em cada comunidade

Padre Mário Spaki fala sobre a campanha pelas vocações durante encontro em Curitiba

A redução do número de vocações sacerdotais e religiosas, que pode ser observada nos últimos anos, preocupa a Igreja Católica. Para reverter este quadro, a Regional Sul 2 da CNBB no Paraná está lançando a campanha “Cada comunidade uma nova vocação”.

O responsável pela divulgação da campanha é o padre Mário Spaki, secretário executivo da Regional da CNBB. Ele falou sobre o assunto no encerramento do 2º Mutirão da Comunicação, dia 9 de julho, em Curitiba. “Hoje a sociedade está para baixo; parece que há um clima pesado e essa camada de poluição paira também sobre a Igreja”, afirmou.

Segundo o padre Mário, a nova ação evangelizadora vai se desenvolver em duas frentes: a primeira é a oração, ou seja, rezar pelas vocações, e a segunda é a divulgação do que ele define como “testemunhos positivos” de todas as vocações, incluindo a vocação matrimonial.

Secretário executivo da Regional da CNBB, padre Mário Spaki (foto: divulgação)

O sacerdote disse ainda que o Muticom era um evento adequado para pedir a colaboração dos comunicadores. “Não podemos ser católicos só de pesque-pague, mas temos que envolver todas as pessoas, de porta em porta”, salientou.

O bispo referencial da Pastoral da Comunicação no Paraná, dom Antônio Wagner da Silva acrescentou: “Se não podemos contar com a ajuda da Pascom, vamos divulgar com quem?”, indagou.

Confiança

O padre Mário está confiante no sucesso da campanha pelas vocações. Ele espera que o resultado seja o mesmo alcançado na campanha para arrecadar 20 mil Bíblias para Guiné-Bissau, na África. Segundo ele, os recursos foram suficientes para comprar 150 mil Bíblias.

O sacerdote também afirmou que a campanha pelas vocações conta com a aprovação de todas as dioceses do Paraná, já ganhou a adesão de outras regionais da CNBB na região Sul e poderá conseguir também a adesão de outros estados.

A campanha “Cada comunidade uma vocação” será lançada dia 29 de março do ano que vem, Quinta-feira Santa.