Dom Orlando recebe o Pálio dos Arcebispos

A entrega será feita pelo papa Francisco no final de junho no Vaticano

O arcebispo de Aparecida, dom Orlando Brandes, recebe o Pálio das mãos do papa Francisco na próxima quinta-feira, dia 29 de junho. A cerimônia de entrega vai acontecer na Festa de São Pedro e São Paulo, durante missa na Basílica Vaticana.

O pálio é uma espécie de colarinho de lã branca, com cerca de 5 cm de largura e dois apêndices – um na frente e outro nas costas. Possui seis cruzes bordadas em lã preta. É confeccionado pelas monjas beneditinas de Roma, utilizando a lã de dois cordeiros que são oferecidos ao papa no dia 21 de janeiro de cada ano na Solenidade de Santa Inês.

O uso do pálio, que nos primeiros séculos do Cristianismo era exclusivo dos papas, passou a ser usado pelos bispos metropolitas a partir do século VI, tradição que perdura até aos nossos dias.

Os pálios, insígnias litúrgicas de ‘honra e jurisdição’, são envergados pelos arcebispos metropolitas nas suas igrejas e nas da sua província eclesiástica. O pálio é símbolo do serviço e da promoção da comunhão na própria província eclesiástica e na sua comunhão com a Sé Católica.

Desde 2015, o papa Francisco modificou a modalidade de entrega do pálio aos novos arcebispos metropolitas. A faixa de lã branca é entregue e não colocada pelo Santo Padre. A imposição do pálio agora é realizada nas respectivas dioceses de origem pela mão dos núncios apostólicos locais.

A imposição do pálio a dom Orlando será feita no dia primeiro de outubro, domingo, durante a missa das 8h, no Santuário Nacional, pelo núncio apostólico, dom Giovani D’Aniello. (com assessoria do Santuário de Aparecida).

(foto: Denílson Luís)