Documentário brasileiro retrata o turismo na Palestina

Jornalistas se encantam com país do Oriente Médio e mostram suas atrações turísticas

Um documentário de 20 minutos, produzido por dois jornalistas brasileiros, retrata uma Palestina com tradição religiosa e histórica, bem diferente daquele País do Oriente Médio mostrado pelos noticiários das grandes redes de televisão. O documentário “Viagem pela Palestina” foi produzido pelos jornalistas Cassiana Pizaia e Vinicius Sgarbe e lançado durante o Festival de Turismo das Cataratas, realizado no fim de junho, em Foz do Iguaçu. O turismo representa cerca de 15% do Produto Interno Bruto (PIB) daquele País.

Cassiana visitou o país pela primeira vez há 18 anos. “Encantei-me pela cultura, os grandes mercados, a comida, as tradições que estão vivas, apesar das dificuldades políticas de lá”, contou.

Na primeira viagem, a jornalista fez um roteiro convencional, que incluiu Jerusalém, Belém, Galileia e Mar Morto. Mas ficou o desejo de dedicar mais tempo aos locais e nesta segunda viagem, por exemplo, conheceu melhor Jericó, considerada a mais antiga cidade habitada do mundo e que tem sítios arqueológicos e construções antigas.

Interior da Igreja de Burqin, Palestina, uma das primeiras igrejas do mundo, onde Jesus curou os 10 leprosos (foto: divulgação)

Apesar do clima tenso na região, em função dos problemas políticos entre palestinos e israelenses, Cassiana disse que não teve grandes dificuldades no país. “Passamos por check points e pelo muro construído por Israel. Mas minha viagem foi maravilhosa, me hospedei bem, a comida é ótima e os palestinos são muito receptivos e gentis. Surpreendi-me em ver como eles se preocupam em preservar os menores detalhes da cultura, desde as oliveiras centenárias ao antigo modo de se fazer pão em fornos de barro”, revelou.

Roteiro

A jornalista visitou as maiores cidades palestinas como Hebron, Hamallah, Nablus, Jenin, Belém, Jericó, além de Jerusalém e Mar Morto. Entre elas, ficam locais muito interessantes e representativos. É o caso, por exemplo, de Sebastia, a Samaria retratada tantas vezes na Bíblia, onde há ruínas da antiga cidade romana e o local da prisão e tumba de João Batista. Outro exemplo é a Igreja de Burquin, uma das primeiras igrejas do mundo, onde Jesus curou os 10 leprosos. O roteiro também incluiu mosteiros incríveis, que os turistas só costumam ver de longe.

Detalhe de imagem da Igreja de Burqin (foto: divulgação)

“A maioria das grandes operadoras não inclui todos esses destinos e paradas”, disse a jornalista. Para circular pela Palestina, ela aconselha contratar um táxi oficial palestino. Cassiana afirma que tudo é muito perto. “Em três horas dá para percorrer a Palestina de norte a sul. É possível também conciliar o roteiro mais tradicional e aproveitar os dias e horários livres para conhecer outros locais.” Ela recomenda um dia para conhecer as ruínas e parques de Jericó, que é uma cidade oásis pertinho do Mar Morto.

Preservação

Cassiana se impressionou com a dedicação dos palestinos em preservar não apenas igrejas, mosteiros e mesquitas, mas também pequenas vilas, construções históricas e costumes muitas vezes ancestrais. “A Palestina tem autonomia limitada e os moradores sofrem varias restrições, um problema que precisa ser solucionado. Mas isso não os impede de valorizar sua história e cultura e receber muito bem os turistas. Isso é um exemplo para nós”, afirmou.

Ela conta que descobriu um país completamente novo, porque na viagem anterior ficou presa em roteiros rígidos e por falta de informação. “A Palestina, apesar de receber milhares de turistas, ainda é desconhecida. Isso me fez repensar a maneira como nós viajamos, às vezes. Recebemos notícias negativas e formamos ideias pré-concebidas que muitas vezes não correspondem à realidade das pessoas e lugares”, disse.

Além das duas viagens à Palestina, a jornalista já visitou Roma, onde combinou um roteiro histórico, religioso e cultural. No Brasil esteve nas cidades históricas de Minas Gerais (Congonhas do Campo, Tiradentes, Mariana e Ouro Preto). E vai visitar Aparecida (SP).