Arquivo de Notícias Destaque Notícias Sem categoria

Arcebispo defende que Brasil tenha santo padroeiro

Sugestão foi apresentada por dom Orlando Brandes durante celebração em Guaratinguetá

O arcebispo de Aparecida, dom Orlando Brandes, acredita que o Brasil poderia ter mais um padroeiro, a exemplo do que acontece em alguns países. Ele até indicou o nome do santo que seria o segundo padroeiro do Brasil: Santo Antônio de Sant’Ana Galvão, ou, simplesmente, São Frei Galvão.

A sugestão foi apresentada por dom Orlando durante a celebração que ele presidiu no Santuário Frei Galvão, em Guaratinguetá, no interior de São Paulo, no começo da noite do dia 25 de outubro de 2018. A missa foi transmitida ao vivo pela TV Aparecida.

Em sua homilia, dom Orlando exaltou as qualidades de frei Galvão, lembrando que o religioso ficou popularmente conhecido pelas pílulas milagrosas. E citou dois fatos importantes acontecidos no Vale da Ribeira há cerca de 300 anos. O primeiro foi o encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição por três pescadores no Rio Paraíba do Sul, que viria a se tornar Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil; e o segundo foi o nascimento de frei Galvão na cidade de Guaratinguetá, em 1739. As duas cidades ficam a menos de 10 quilômetros de distância.

Dom Orlando justificou a sua sugestão de nosso País ter mais um padroeiro porque frei Galvão é o primeiro santo nascido no Brasil. Ele foi beatificado no dia 25 de outubro de 1998, no Vaticano, data que se transformou em sua festa litúrgica, e foi canonizado em maio de 2007 durante celebração presidida pelo papa Bento 16 em São Paulo.

Há uma série de fenômenos místicos atribuídos a frei Galvão, como casos de telepatia, premonição, levitação e bilocação, que é o ato de estar em dois lugares ao mesmo tempo.

Veja a programação completa das festividades de aniversário no site www.santuariofreigalvao.com

 

Deixe um comentário

Translate »