Arquivo de Notícias Destaque Notícias

Nem crise afeta movimento de romeiros em santuários

Peregrinos ignoram crise, usam a criatividade e visitam os locais sagrados que desejam

Nas últimas semanas, a economia de nosso país vem passando por momentos de turbulência com o preço dos combustíveis nas alturas, com o dólar em elevação e a bolsa de valores em declínio. A crise, que afeta vários setores produtivos, parece, entretanto, passar longe dos locais de peregrinação religiosa no Brasil. Pelo menos, isto é o que pode ser observado entre os dias 8 e 10 deste mês nas cidades de Aparecida e Cachoeira Paulista, no interior de São Paulo.

O movimento de romeiros no Santuário Nacional de Aparecida e na sede da Canção Nova foi intenso naqueles dias. O empresário Gumercindo Silva, de Londrina, Norte do Paraná, ficou impressionado com a quantidade de peregrinos. Ele diz que não dá para afirmar com certeza se a crise econômica interfere ou não no movimento, mas acredita que o peregrino faz qualquer sacrifício quando está decidido a fazer uma viagem com este objetivo. “A pessoa se organiza para fazer a viagem acontecer; ela usa a criatividade e dá um jeito de ir: se não dá para ir de carro, ela vai em uma excursão”, afirma.

Gumercindo Silva acredita que mesmo com o país em crise o peregrino faz sacrifícios para cumprir seu objetivo 

O soldador Jefferson Veras, de Camaçari, na Bahia, veio com a esposa, a filha e uma irmã visitar a família em São José dos Campos, que fica a 80 quilômetros de Aparecida, e aproveitou a oportunidade para visitar o Santuário Nacional dedicado à padroeira do Brasil, que é o maior santuário mariano do mundo.

Jefferson reconhece que a vida não está fácil com a atual crise econômica, mas acha que é possível usar a criatividade quando a pessoa deseja fazer uma peregrinação. No caso dele, o jeito foi conciliar a viagem de férias a casa de parentes e visitar o santuário em Aparecida.

Jefferson Veras acha que é possível usar a criatividade quando a pessoa deseja fazer uma peregrinação

Vale ressaltar que o movimento em Aparecida era bem menor que o movimento registrado normalmente em um dia 12 de outubro quando se comemora o dia da padroeira e o santuário recebe ao menos 200 mil pessoas somente naquele dia.

Na Canção Nova, em Cachoeira Paulista, uma pregação com o missionário Márcio Mendes contou com a presença de mais de 10 mil pessoas na manhã daquele sábado, dia 9 de junho. Os peregrinos aproveitaram a oportunidade para visitar os vários espaços existentes, sendo a livraria um dos locais mais procurados.

Na sede da Canção Nova o movimento de romeiros foi intenso 

Deixe um comentário

Translate »